Produtos
Professor Gretz
Bassos & Associados
Abrinq
Apdata

Publicidade


Publicidade
Banner p e n

Blogs

Gestão & Pessoas

Maria do Rosário M. da Silva

Coaching & Mentoring

Marcos Wunderlich

Juntando os Pontos

Nelson Chapira e
Erika Knoblauch


No Tom do RH

Tom Coelho


Publicidade


Administradores ou Psicólogos?


Profissionais discutem qual a formação ideal para atuar na área de RH


Não raro, vez ou outra nos deparamos com o mesmo impasse, a mesma dúvida entre profissionais de RH. Atualmente, muito mais do que outrora, aliás, os envolvidos no setor vêm apresentando formações cada vez mais diversas, prova de que as áreas vêm se renovando. Mas, afinal, qual é a melhor formação para os profissionais de RH? Toda a experiência em lidar com o entendimento das pessoas vinda dos psicólogos ou todo o embasamento estratégico do profissional de administração?Veja o que disseram esses colaboradores:

 

Gladys Zrncevich, sócia de uma consultoria de RH
“A minha dissertação de mestrado, publicada em 1998, era sobre o perfil dos gerentes e diretores de RH. A pesquisa demonstrou que 30% era formada de psicólogos. Não tenho dado mais atualizado, mas me parece que, além dos administradores, outros profissionais, tais como engenheiros, estão bem posicionados na área. Cada um tem sua zona de força, geralmente os administradores e engenheiros têm um melhor entendimento de como caminham os negócios e o mercado e os psicólogos entendem sobre o que move um indivíduo. Ou seja, a formação sempre é incompleta e é interessante que cada um vá buscar um conhecimento complementar.”

 

Sandra Espírito Santo, diretora de Desenvolvimento Humano da POSITIVA RH – Serviços em Relações Sociais Ltda

 

“Quem predomina no mercado de RH são os administradores de empresas e gerentes financeiros. Qual deles geralmente está mais preparado para as atividades de RH? Os psicólogos. Os psicólogos, que são comprometidos com a ética, valorização do ser humano, estão mais preparados para atividades de RH, pois mais do que em nenhuma outra área eles conhecem o ser humano, as pessoas, de forma intensa, no contexto pessoal e organizacional, analisando o comportamento dos integrantes, sem ser influenciados pelas condições da empresa ou pelos profissionais que os rodeiam. Acredito que o que se está necessitando nas organizações são oportunidades para que os psicólogos possam desenvolver projetos através de planejamento estratégico de forma eficaz, trabalhando no preventivo (reduzindo o índice de turnover, absenteísmo, melhora no clima organizacional, resultando em melhoria na produtividade e motivação dos integrantes das organizações) e não ficarem preocupados com prazos em tarefas operacionais (obrigados pela exigência dos empreendedores), como conferência de folha de pagamento, benefícios, segurança do trabalho, preposto de processos trabalhistas e outras tarefas. Penso que estamos caminhando para uma reformulação de postura para a área de recursos humanos, utilizando-se de um modelo de competência voltado para os objetivos das organizações, nomeando então o ‘RH’ como Relações Humanas e não como Recursos Humanos, norteando ações voltadas às pessoas ‘profissionais’ que estão engajadas em um mesmo propósito no desenvolvimento das organizações.

 

Adriana de Carvalho, analista de RH / Pandurata Alimentos Ltda (Bauducco)

 

“Não está somente na formação acadêmica. Está nas atitudes, inovações e resultados que cada um apresenta em seu ambiente profissional. RH é uma área ampla, com inúmeras possibilidades de trabalho focadas no desenvolvimento de processos e pessoas. Portanto, os conhecimentos de psicólogos e administradores se complementam, eles atuam em parceria, cada qual com sua contribuição técnica, comportamental e estratégica; pilares estes fundamentais no desempenho das organizações.”

 

Ítallo Adriano Rocha, gerente de RH do Grupo Comolatti
 “Na minha visão e experiência profissional, os administradores predominam no mercado de RH. Os administradores, pois possuem uma visão mais ampla do negócio, podendo interagir melhor no entendimento e alinhamento da estratégia na organização. Vejo também que a visão dos administradores está muito mais voltada para resultados, análise de custos e objetividade nas ações. Isto não quer dizer que todos os profissionais de RH psicólogos não tenham uma visão como esta, mas durante esta minha jornada profissional de mais de 14 anos de RH pude observar muito mais administradores do que psicólogos atuando com uma visão assim.”

 

Maria Luiza Garcia Belloque, Assessora Responsável pela Unimetro - Universidade Corporativa do Metrô SP.

 

 “As duas formações estão muito presentes. Os psicólogos ainda são bem requisitados, notadamente nas especialidades de desenvolvimento e seleção, num mercado que vem mostrando uma tendência para os administradores. Na busca da excelência, as empresas procuram cada vez mais executivos capazes de formular políticas de RH - Recursos Humanos - integradas com o negócio, os objetivos estratégicos e as metas da organização.

 

Cada vez mais os profissionais de RH necessitam de outros conhecimentos, além dos inerentes às suas atividades técnicas específicas, sendo fundamental uma visão estratégica e sistêmica acerca de todas as atividades da empresa, para que possam integrar os objetivos de RH aos objetivos dos negócios. A importância da visão estratégica e da interligação do planejamento de RH com o planejamento empresarial pontua na formação do administrador e exige, das demais formações, até do próprio administrador, especializações não só em gestão de RH como em gestão de excelência empresarial.”

3968


ESTE É UM PRODUTO DA FÊNIX EDITORA - TEL: 11 5585-9400 - contato@rhcentral.com.br Copyright - RHCentral - Todos os direitos reservados